• Facebook
  • Instagram

Contato

- Ouvidoria do Encontro

ouvidoriafalaprofessor2019@gmail.com

    No IX Fala, Professor (a)!, as atividades de campo têm como objetivo principal estabelecer um diálogo entre o tema, os eixos temáticos do evento e a realidade local. Nesse sentido, espera-se que os trabalhos de campo problematizem as questões do âmbito geográfico, enriquecidas com as trocas de experiências e as percepções de professores(as) e estudantes. Ao proporcionar tais diálogos, a expectativa é que essa atividade, de um lado, contribua com a compreensão das questões locais e, de outro, com a formação dos participantes do encontro. Os proponentes estão convidados a refletir sobre a atividade de campo durante sua realização, pois não haverá um momento reservado após o campo. Nesta edição do Fala, Professor! os trabalhos de campo serão realizados no último dia do encontro.

As atividades de campo ofertadas serão:
 

1. Trabalho de campo no Acampamento Pátria Livre – MST.

O trabalho de campo ocorrerá no acampamento Pátria Livre do MST, no município de São Joaquim de Bicas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O acampamento se encontra às margens do rio Paraopeba, recentemente atingido pelo Crime do rompimento da Barragem da Mina do Córrego do Feijão da empresa Vale S.A. Tem-se aí uma escola recém criada que atende os militantes do movimento, que agora também atenderá as crianças da ocupação indígena Naô Xohã, também próxima ao acampamento. Essa atividade se propõe a ouvir as experiências de resistência na educação do campo, enunciadas por aqueles que entendem a educação como instrumento de luta fundamental. Nos atentaremos também aos conflitos em relação à luta pela terra e às transformações causadas pelos crimes ambientais das mineradoras no estado de Minas Gerais.

em meio aos conflitos agrários e ambientais que perpassam a produção da metrópole.
LOCAL DE ENCONTRO: AUDITÓRIO 2° PISO
HORÁRIO DE ENCONTRO: 8:30

Complexo da Lagoinha: A encruzilhada de Belo Horizonte

Esta atividade de campo tem o objetivo de desvelar o complexo da Lagoinha, bairro dos entornos da Escola Municipal Belo Horizonte, sede do IX Fala Professor(a). Desde sua ocupação, a Lagoinha foi habitada pelos trabalhadores que vieram construir a então nova capital do estado, até seus meandros culturais diversos que fizeram brotar uma boemia popular. A proximidade com o centro, lugar de passagem, lugar de trabalhadores (as vezes sem trabalho.) são elementos da dinâmica de encruzilhada. O complexo da Lagoinha conta a história da primeira ocupação de BH e da origem do primeiro bairro fora da avenida do Contorno. Eis um fragmento espacial interessante que conta sobre o início da construção da metrópole. Esta atividade permitirá compreender as alterações no uso e ocupação da periferia, sobretudo com relação aos processos de modernização, expresso nas grandes obras viárias. Entre o centro e a expansão do vetor norte, havia uma Lagoinha no meio do caminho.... Havia uma pedra no meio do caminho...no meio do caminho havia uma pedra...A Atividade será uma caminhada pela Lagoinha, passando por lugares como a Pedreira Prado Lopes, o Iapi e a ocupação Pátria Livre.

LOCAL DE ENCONTRO: AUDITÓRIO 2° PISO

HORÁRIO DE ENCONTRO: 11:00

Das inscrições nas atividades de campo

    Apenas encontristas inscritos no IX Fala Professor (a)! e regularizados poderão se inscrever nos Trabalho de Campo. As inscrições para as atividades de campo serão realizadas no momento do credenciamento. A atividade de campo ao Acampamento Pátria Livre terá o custo de inscrição de R$10,00, devido aos custos com o ônibus e terá o número máximo de inscritos definido pelo número de assentos no transporte fretado. A segunda atividade de campo, no Complexo da Lagoinha, não cobrará taxa de inscrição por não haver custos.

Trabalho de Campo

IX fala professor(a)!

17 a 21 de Julho de 2019 - Belo Horizonte/MG

IX ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE GEOGRAFIA